sábado, 19 de setembro de 2009

dança eterna

Gostaria de deixar aqui minhas sinceras condolências para a família Swayze, pela perda do pródigo Patrick, e a todos os seus fãs. Fãs dele, que merece muitas rosas no caixão, ele que foi Toni Manero sem maneirices em Dirty Dancing (1987), precedeu a mão na cintura de Jackie em Rose na famosa cena de amor do vaso de barro, em seu ápice, Ghost (1990). Ele, que nos deixou na última segunda-feira, aos 57 anos, após cair diante o embate contra um câncer no pâncreas, após muitas vitórias, já que os médicos deram 1% de chances de sobrevivência por mais 5 anos, e ele multiplicou por 100 tal porcentagem.

Mas na vida, como sabemos, ninguém vence o embate contra a imbatível senhora da foice letal- A Morte! Nem Harry Potter, nem Jesus. Lembranças para você, charmoso Patrick (homem de verdade, como ouvi uma velhinha dizer outro dia numa pastelaria enquanto passava Dirty Dancing ). Finalmente aí, "do outro lado da vida", quem sabe? Lembranças do coelho Frank do Lado B Donie Dako (1998), onde atuou com um iniciante Jake Gyllenhaal, e todos seus queridos e marcantes personagens, eternizados na memória coletiva, que não deixa ninguém partir, na arte que vence a morte. Essa é oferecida para você Patrick: - DJ, tem "(I' ve Had) The Time of My Life"? Então mexamos o quadril e mergulho na nostalgia; som na pista!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário