sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

encontros com woody allen - parte final

No último dia da mostra, domingo, dia 13, me despedi de Woody Allen em grande estilo, assisti Broadway Danny Rose (1984), filme de uma fase de ótimas produções de Allen, que acabou sendo fracasso de bilheteria e sumindo em meio a outras obras. Porém, o longa, em p&b é um grande show de comédia e conta com uma das melhores atuações de Mia Farrow, senão a melhor. Depois revi Husbands and Wives (Maridos e esposas, 1992), que como já disse no post passado, é incrível, e não sei quando terei a oportunidade de revê-lo. Aliás, se alguém souber onde posso encontrar o DVD desse filme, agradeço. Zelig (1979) foi a última exibição, mas fechei minha maratona com Annie Hall (Noivo neurótico, noiva nervosa, 1977), e depois de asisstir a tantos espetáculos, esse filme ainda consegue me convencer que é a melhor obra de Woody Allen, porque é a partir dele que Allen fala com mais propriedade, cinematograficamente, e passa a brincar com os roteiros de uma forma que posteriormente tornou uma de suas referências. Ele é uma ponte daquele Woody Allen que fazia comedias stand-up e o Woody Allen cineasta. Exagero meu? No final, o filme recebeu aplausos da fiel platéia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário