quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

"feito pra acabar" e tocar de novo!


A primeira vez em que passou por meus olhos o nome de Marcelo Jeneci, foi em uma CULT especial, e junto ao seu nome outros apareciam como Tulipa Ruiz e Karina Buhr, representando uma nova geração de músicos e intérpretes talentosos. Ao assistir uns vídeos do músico na net fiquei meio boquiaberto  e dei um jeito de conseguir a bolachinha que acabara de sair.

Não tardou e Jeneci apareceu em meio a outros talentos num comercial de TV, e bombou nas listas de 2010 de para melhores canções, álbum e revelação.

Não por menos, "Feito pra Acabar" é uma caixa preciosa com canções pop açúcaradas, daquelas que, aceite ou não, contam como fábula aos ouvidos palavras que vão direto para a memória de um momento em sua vida, ou no agora, subjetivamente, descascando uma ferida, apalpando uma sensação. A música de Jeneci é elaborada e lapidada para passar mensagens verdadeiras, sem pieguice; e na medida emocional certa, seja na leveza de um dia com sombra e água de coco  em "Jardim do Éden", interpretada por Laura Lavieri, sua parceira musical desde 2007. Ou com o peso de "Quarto de Dormir", som de cortar o coração e deixar uma saliva angustiada presa na garganta.

Além de Lavieri, que contribui com sua doce voz no disco, o músico contou com uma galera peso-pesado na assinatura do álbum. A primeira pérola; "Felicidade", é parceria com Chico César, com quem Jeneci começou sua carreira em 2000, tocando piano e sanfona. Os arranjos ficaram por conta de Arthur Verocai, e a banda conta com Régis Damasceno no baixo, Curumim na bateria, e Edgard Escandurra na guitarra, dentre outros. E por fim, Kassin assina a produção, empacotando com delicadeza as diversas terras visitadas pelo músico.

"Pra Sonhar", "Dar-Te-Ei, "Por Que Nós?", "Pense Duas Vezes... É sempre o amor, o amor que todos já sentiram e, ou sentirão, cantado com verdade, sem caminhos fáceis e "inocentes". Um presente que termina com a faixa que batiza o álbum, deixando o coração já órfão num gostinho de quero mais, por tão bela despedida já na apresentação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário