segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

a trilha sonora de janeiro


2011 começou muito bem musicalmente. A trilha sonora do verão começou com a espetacular White Noise, primeira faixa do novo disco dos escoceses do Mogwai, Hardcore will never die, but you will e seguiu numa viagem perfeita até a última melodia. Melhor disco do mês.

A outra novidade foi o lançamento do tão aguardado segundo disco do coletivo nova iorquino Hercules and Love Affair, o Blue Songs. Na hora de escutá-lo, deixe de lado as expectativas cultivadas desde 2008. Painted Eyes, faixa que dá ínicio ao novo trabalho, engana. O ritmo e a melodia é daquele Hercules de 2008. Mas, apesar de ainda manter aquela receita de disco, house das antigas, toda aquela atmosfera que nos remete à cena old school do hip hop do Brooklin de forma refinada e singular, os ingredientes parecem ter sido racionados, como a belissíma voz de Antony Hegarty e toda a sensualidade de Nomi Ruiz.

Kiss Each Other Clean, do estaduniense Iron and Wine chega otimista mas sem grandes faixas a se destacar, pelo menos foi a impressão que tive ao escutá-lo por uma série de vezes. O disco é bastante equilibrado e o melhor é que todas as faixas são interessantes. É um álbum para se escutar do começo ao fim.

E que venha mais música!

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

o primeiro latido do ano: cadela verde apresenta alina orlova



Na última semana de 2010 conheci uma cantora lituana que me chamou a atenção e, por isso será minha primeira indicação do que ouvir em 2011: Alina Orlova - lituana de apenas 22 anos que, além de ter uma voz singular - soprana e ao mesmo tempo forte, bastante intensa e muitas vezes beirando ao lírico, compõe suas próprias letrar e também é pianista.

Alina canta em três idiomas, lituano, russo e inglês. Assisti alguns vídeos da garota e encontrei até uma versão de Perfect Day, do Lou Reed. Mas não se prenda por isso, vale a pena escutar as músicas próprias da cantora, cantadas em seu próprio idioma, como Lijo, Ramuna, entre outras, afinal, a linguagem da música é universal.
Na ativa desde 2007, Alina possue dois discos, o Laukinis Šuo Dingo, de 2008 e Mutabor, de 2010.
Vale alertar que Alina não é nenhuma Regina Spektor. Acredito mesmo que ela tenha uma veia bastante pop, mas sem abandonar a cultura lituana.

Visite o MySpace de Alina Orlova.